28 maio 2014

Linda E Em Conta: Na Moda Com Curto Orçamento

Pronto, toquei na ferida

Eu sou clichê, e com um leve orgulho. Já gastei meu tempo entrando no WeHeartIt só para ver imagens de adolescentes com corpos perfeitos, roupas perfeitas, em lugares perfeitos. Já quis viver aquela cena de filme em que a dama sai da loja cheia de sacolas lindas de grifes renomeadas mundialmente e uma vendedora vem correndo atrás para alcançá-la com maaaais sacolas. E caixas.
Mas ok, eu também assisto filmes de adolescentes americanos com bailes escolares e também fico torcendo para o atleta - que por baixo da pose, tem um coração, own - beijar a menina no final. E que eu fosse a menina.




A única diferença é que: eu tenho limites. Nunca entrei em depressão, please. E, o mais importante, nunca coloquei na minha cabeça que o que proporcionava essas figuras de mulheres perfeitas era o dinheiro. A moda não está só nas lojas mais caras de Paris ou nas passarelas de Londres. A moda tá naquele look que você usou uma vez, amou, e agora quer usar sempre. Está naquela jaqueta que finalmente entrou em promoção, e naquela sua amiga que ainda vai te emprestar aquele vestido clarinho de renda (essa é pra minha melhor amiga). A moda está em tudo.

Não saia comprando tudo o que ver pela frente
Esfriou? Não corra para o centro da cidade e compre aqueles 3 blusões de lã que te colocam no pensamento "ooookay, só posso usar isso por baixo de algo mais bonitinho". Desse jeito você nunca vai chegar a ter o algo mais bonitinho.
Guarde a quantia que você tem para investir em alguma peça, pesquise até achar o melhor preço e compre algo que: você vá usar em várias ocasiões, seja apresentável, fácil de combinar e caia bem.




Roupas baratas podem parecer divinas
O que define se uma peça é A peça, é como ela vai ficar em você. Já vi muita gente usando um look de marcas como Marc Jacobs ou Burberry e ficar parecendo uma anoréxica que nunca pegou um bronzeado. Mas já vi muita gente com peças de lojas de departamento ser a mais bonita do local.
O segredo é escolher um modelo que se ajeite ao seu corpo. Que tenha os ombros no lugar e as larguras sejam proporcionais.

Prepare, aponte, largue: esteja disposta para pesquisar os preços
Essa eu aprendi com a minha mãe, a rainha do "estamos só dando uma olhadinha" sem nem olhar pros olhos da vendedora com um sorriso paralisado.
Ontem eu achei o casaco da minha vida. Juro. Não é só UM trench coat, é O trench coat. Quentinho, de cor clássica e com caimento per-fei-to. Pensei tudo isso no momento em que minha mãe olhava a etiqueta, o que fez com que andássemos por mais horas de loja em loja vendo se não achávamos o mesmo casaco por um preço mais baixo. Dessa vez eu acabei levando o original, mas posso garantir que vale a pena essa procura.
O seu dilema deve ser: preços baixos são incríveis. Segue aí minha linda de pensamento: comprou um peça cara, okay, agora você tem a peça. Comprou uma mais barata: agora você tem a peça e dinheiro para mais uma!




Vá pelas peças chaves, mas certifique-se do que é necessário
Calça jeans, shorts jeans, cardigan,... Aquelas peças que vocês precisa para tudo.
Mas agora coloca na cabeça: tem certeza de que são essas as peças coringas do seu guarda-roupa? E se rolar uma festa de última hora? Você vai se enfiar no jens e bota ugg e ir? Te liga aí na MINHA lista de coringas:
Uma calça diferenciada: é aquela que você vai vestir para uma jantinha ou esse tipo de coisa meio arrumadinha. Aí é só colocar uma bota e um casaco. Vale estampada, colorida, brilhosa, com textura diferente,...
Vestido básico de tecido neutro: esse vai ser sua salvação. Vai rolar um churrasco da turma no final de semana? Use o vestidinho com um sapato baixo e um casaquinho. Tem uma festa de 15 no final do mês? Escolha um bom salto alto, um colar que chame atenção e prontinho.
Um casaco ou jaqueta bacana: não importa se vai ser seu único casaco legalzão do inverno, você sobrevive. Minha vida ficou muito mais prática desde que ganhei minha jaqueta preta de couro ecológico. Qualquer friozinho que batia, antes de uma festa, eu já a pegava. O mais importante: o caimento, principalmente com as de couro. Uma jaqueta que não vista bem pode acabar com o look.




Invista em acessórios
Incontáveis as vezes que minhas opções de roupas arrumadinhas haviam esgotado. Nesses casos, eu fazia o que podia com o look, e acrescentava acessórios que fossem o ponto de luz do visual. Colares com correntes ou pedrarias, relógios e muitas pulseiras, uma tiara bem bacana,... Escolha peças práticas: que caiam bem na luz do dia ou na luz da lua.

Moda é aquilo que está em conceito. Sim, muita moda começa com logos de grifes caríssimas, mas visual é o seu estilo. É o seu comportamento no mundo fashion, sua identidade de vida. Faça a sua ser prática e boa para o bolso ;) 

Sempre em conta,
A Tulista.

3 comentários:

  1. oi bella, ou isa, como preferir. venha a um tempo querendo falar contigo, e nunca encontrava coragem pra isso, mesmo vindo em anônimo. enfim, quero parabenizar pelo blog, e pela pessoa que tu és, apesar de eu achar que isso já se tornou algo que tu escute com certa freqüência, por ser a pessoa incrível que é. eu sempre leio o que tu escreves aqui, não somente pelas dicas de moda (que estou utilizando, pois sou um desastre com esse tipo de coisa), mas também pelos seus textos e modo de pensar. tu pensa de um jeito incrível, mente aberta de uma forma que pouquíssimas pessoas são, eu poderia até comparar a idade, mas isso é algo que não define ninguém, até porque quem possui uma mente fechada hoje, vai continuar possuindo uma mente fechada daqui 20 anos, e nem a idade mudará isso.
    voltando ao assunto, te admiro tanto, a ponto que poderia falar que queria ser como tu, mas como tu já comentaste em um dos teus textos, devemos ter nossa própria personalidade, identidade, etc (me perdoe se estiver errada, faz certo tempo que li esse texto, rs), queria ser como tu, ousada no que faz, não tem medo do que outros possam pensar de ti, faz o que quer, e acaba conquistando o que tanto queria, diferente de quem a crítica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eiiii!

      Bah... Conseguiste me deixar sem palavras! Esse carinho: não perde ele. Não importa aonde tu queira colocar ele, não o perde. E o obrigada por depositar ele no meu blog e até em mim.
      Eu, 15 anos, de uma cidade pequena, lendo coisas deste tipo e pensando: BAH.
      Se eu to em algum lugar e agrado algumas pessoas, é por causa de tulistas como tu!

      Sempre, mas sempre mesmo,
      A Tulista.

      Excluir
  2. queria me desculpar por tal comentário, mas me senti na obrigação de lhe escrever. acabei de ler um texto falando sobre aquela coisa que sempre ouvimos, sobre fazer aquilo agora, para depois não nos arrependermos.
    li isso, e pensei logo em ti, te admiro muito, como já citado antes, e tive um certo receio de que não pudesse ter mais a chance de me aproximar de ti. te vejo quase todos os dias, e nunca tive a coragem de falar contigo, por ter ideias tão boas, e ser inteligente a tal ponto.
    enfim, tudo isso era só para lhe lembrar de quão maravilhosa e incrível tu és, e demonstrar tamanha vontade se um dia me tornar tua amiga que eu tenho.

    ResponderExcluir

Vale rir, chorar e opinar.