01 maio 2014

Do It Like A Dude

Já diria Jessie J, não é mesmo?

Porém, Coco Chanel já entraria com: uma menina deve ser duas coisas, elegante e fabulosa. E mais um porém, A Tulista contradiria tudo e um pouco mais com: para de entrar no 8 ou 80 e seja o que der na telha.
Já tive minha fase - que eu gostaria de oculta, please - de rebeldia, ali pelos 12 anos, e atacava quem presumia que eu gostava de rosa. Já passei pela fase - tipo, ontem - do pensamento "preciso ser mais delicada" - e pela fase - tipo, hoje - do "ok, eu faço o que eu quiser.




Isso tudo entrou na minha cabeça ontem à noite, quando eu estava me arrumando para ir a uma janta com as minhas amigas. A primeira roupa que pensei em usar era um shorts larguinho com uma blusa escura, de tecido leve e bem folgado. Depois de um troca-troca, acabei indo de minissaia e batom cor de rosa.
No meu mundo de, sei lá, 2011, isso seria o cúmulo. Eu havia entrado naquela capsula de que eu tinha um estilo boyish e que jamais passaria muito longo do preto e calças jeans. Acontece que - ainda bem - o tempo passa e a gente aprende a lidar com a vida, ou apenas excluir o que nos atrasava nela. 

No final da década de 40 e reinando nos anos 50, Dior e sua magnificência criou o "new look", baseado em uma nova e desconfortável imagem a mulher dos tempos pós Guerra. Cintura finíssima, quadril realçado e modelagens mais femininas impossível. But, Chanel, desafiando tudo e todos, entrou com ideias revolucionárias de looks práticos e carregados de "queremos a liberdade feminina e não espartilhos apertados". Tornozelos a mostra e conjuntos inspirados no vestuário masculino fez da Era Chanel uma boa e inevitável referência para a sempre tendência boyfriend style de qualquer época da história da moda.




Nos dias de hoje, o estilo que rouba ideias do closet masculino é prático e dá a maior elegância para o look. Então assim, coloca na cabeça: roupas de homem não te transformam em um homem. 
Por mais que não seja errado arriscar e inventar, não estamos falando de você entrar no guarda roupa do seu pai e roubar algums coisinhas. Estamos falando de calças com cortes mais largos na parte de cima, blazers, sapatos do estilo oxford, camisas (até as jeans), ombros estruturados,...
Se você é clássica e adora a delicadeza do feminino, mas também não quer exagerar, as dicas para poder incrementar uma peça boy é escolher modelagens acinturadas e sempre fazer o mix com peças delicadas, como estampas florais e saias. 





Sempre pegando camisetas do armário do Bruno, 
A Tulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vale rir, chorar e opinar.