06 março 2014

Fluorescent Adolescent: 15 Anos, 3 Meses, 18 Dias e, Sozinha, Eu?

A definição do adjetivo "sozinho" pelo dicionário Michaelis?

"so.zi.nho. adj. 1 Absolutamente só; abandonado. 2 único."
Quem me dera focar no "único" e fazer dele meu lema. Minha fuga, esconderijo. Um tipo de ferrolho da brincadeira de pega-pega da terceira série.
Ah, eu gosto de dizer que sou única,... Quem não gosta? Eu tenho que ser única em alguma coisa, nem que nesses 7 bilhões de "seres inteligentes", outros 100 também se chamem de únicos. Que então eu seja a única a não ter medo de se achar única. Única única única.





Quero ser aquela amiga que, mesmo se a amizade acabar, o sujeito vai lembrar "essa guria, não tem igual". Quero ser aquela 1 em 30 que entendeu o conteúdo de química - meu universo paralelo rolando solto -, e quero ser a única que foi até a Lua e viaja até lá todas as noites.
Mas que amizade que vive de um único ser? Que aula com a prof Marlisa que é legal sendo a única aluna? Que sonho de astronomia faz sentido sendo a única a fazer esse tipo de plano? Se é pra ir pra Lua, que seja com teus melhores amigos do teu lado. Lado. Não atrás, não na frente.

"Lugar cheio, cheio de gente vazia", "Sentir-se sozinho no meio da multidão".

Admita, você fica mal se é uma das últimas escolhidas para o time da educação física da escola. Você fica para baixo quando suas amigas saem juntas e não te convidam e você não gosta de sentar entre dois casais no sofá da festa. Você não suporta a ideia de ser a última a saber de alguma coisa. Mas O K, nada que não passe em algumas horas. Ou meses.




900 seguidores no Insta, 600 no twitter, festas lotadas na própria casa e muita gente mandando "conta sempre comigo" no dia do aniversário. Um mar de pessoas procurando, em meio a multidão, alguém para realmente poder contar. Um mar de pessoas incompletas procurando em mil amizades mal feitas uma reputação de bem acompanhada. Um mar de pessoas. 

Meu 2014 é basicamente organizar minha vida, e o primeiro passo se resume a: se é pra viver, que vivamos de verdade. Com amigos de verdade, sentimentos de verdade, ser de verdade. Se é pra se sentir sozinha, que seja em grupo.

Tão sozinha que falei falei falei, como se tivesse conversando comigo mesma. Ei, estou, não estou? Sozinha, com medo e com saudades. Mas ah, se o tédio aparecer, eu estudo química. Se é pra ser única, que eu seja a única louca.

Sempre sozinha acompanhada,
A Tulista.

7 comentários:

  1. Arrepios, arrepios everywhere.
    Eu te entendo :)

    ResponderExcluir
  2. Por que como título de postagem tu coloca a quantidade de tempo que tu está no planeta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada dia na terra é um pontinho a mais pra tua história de vida. Mais um erro, mais um medo. Mais um amor, mais um sorriso. E mais um dia para aprender de tudo. É para existir um elo, uma ligação e uma relação em todos os posts da tag do Fluorescent Adolescent. Para mostrar que esses tantos dias a mais me trouxeram mais alguma coisa.
      "A quantidade de tempo que tu está no planeta" é a quantidade de tempo que tu levou para captar cada essência dessa loucura toda (:

      Excluir
  3. palavras certas na hora certa. Obrigada Bella.

    ResponderExcluir
  4. seus posts não fazem sentido!!!

    ResponderExcluir
  5. Cara sou bem assim! Seus posts são incríveis!!
    Da apaixonada por feito de tule,
    Lua.
    sorrisossemsenttido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Vale rir, chorar e opinar.