10 setembro 2013

2 Jeitos Diferentes e Fáceis de Fazer o Coque Rosquinha

Eu sempre gostei de cabelos presos.

Convenhamos que é muito mais prático, e também sempre achei mais fofo. Eu costumo fazer uns coques bagunçados mesmo, mais despojados, porque além de ser prático é um estilo que eu curto. Mas aí aconteceu a onda dos coques de bailarina, que eram mais arrumadinhos, e eu acabei achando muito lindo, mas fiquei arrasada, pois pensava que jamais conseguiria fazer sozinha. Até que, no começo deste ano, eu descobri dois jeitos de fazer o penteado do coque rosquinha em casa mesmo, em pouquíssimos minutos! E o legal é que ainda dá para soltar algumas mechas do cabelo, pra deixar esse lance rockinho vivo.




Maneira número 1, com Júlia Petit.


Essa foi, na verdade, o jeito que eu aprendi por último, mas foi o que eu mais usei. Este é mais recomendado para pessoas com cabelos rebicados ou até mais curtos. Cuida para não apertar os elásticos exageradamente, para evitar dor de cabeça. E ah, como meu cabelo é escuro, eu fiz minha rosquinha com meia-calça preta!




Maneira número 2, com Isabella Scherer.


A Isa-coisa-linda ensinou de um jeito mais complicadinho, mas este é o que costuma deixar o penteado mais elegante e organizado. Se você tiver cabelo repicado, este não é um bom jeito para você. Talvez de errado algumas vezes, mas logo você pega a prática e faz até de olhos fechados.

No final de tudo, eu nem fiz mais coque rosquinha do tipo bailarina-coisa-fofa, eu acabei prendendo meu cabelo no topo da cabeça, desfiado meu rabo e arrumando/arredondando com grampinhos, o que virou um vício, mas isso é porque eu sou problematicazinha.

AH AH AH, amanhã tem uma surpresinha no blog!!! Aguardem :)
Abraços <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vale rir, chorar e opinar.